4.2.09


Nem sempre os casulos se impõem suaves sobre a fuga.
Nem sempre a fuga se faz para o verso coerente e maternal, nem sempre o maternal se mostra coerente.
Nem sempre o verso se apresenta ligeiro, delicado.
Por vezes o colo faz-se agressivo, inteiramente hirto, sobejamente acutilante...
Porque nem sempre o que se pede é consolo mas razão, daquelas razões cuspidas na fronte para que encaixe em todos os sentidos, outrora anestesiados, calões mesmo!!!

1 comentário:

paus disse...

Muito bom, menina!
Dos infinitos 15 minutos de distância, o estreitamento dos laços que nos unem! Estes também, desta forma que projectas aqui...

Abraço enorme